Cadastrar-se
NOSSA PRÓXIMA
TRANSMISSÃO
INICIARÁ EM:
Você está aqui: HomeMensagemA MERITOCRACIA NO REINO DE DEUS

Autores

A MERITOCRACIA NO REINO DE DEUS

LINK PARA DOWNLOAD - https://mega.nz/#!sFknjZ7b!Cw6QmPpDbxWIrfsOQnXTVPxkB7R0llxxOGE7OAV4lR8

Porque dele, e por meio dele, e para ele são todas as coisas. A ele, pois, a glória eternamente. Amém! Romanos 11:36.

Durante quase 10 anos, vivi a experiência de trabalhar numa grande multinacional, que era a maior empresa privada do país e a maior empresa do mundo no seu segmento de atuação.

Para qualquer empresa atingir esse patamar de sucesso no mundo dos negócios, é imprescindível ela ter, no seu modelo de gestão, alguma característica que a diferencie das demais, caso contrário ela se torna apenas mais uma no mercado. No caso específico dessa empresa, o seu grande diferencial é o eficiente modelo meritocrático adotado por ela na gestão das pessoas. As promoções de cargos acontecem sempre de acordo com os resultados individuais de cada um. Aquele que produz mais, cresce mais e o que gera mais resultado para a companhia, recebe maiores recompensas financeiras. Dessa forma, recompensando adequadamente o mérito de cada um, ela consegue manter os seus funcionários sempre dando tudo de si em favor do negócio.

A implantação eficiente de um modelo meritocrático é algo almejado e desejado por todas as grandes empresas e por todas aquelas que querem ser grandes. Isso acontece porque é notório que o modelo meritocrático, quando bem implementado, produz um maior engajamento nas pessoas, fazendo com que elas se esforcem mais, entregando maiores e melhores resultados. Além disso, as empresas que adotam esse modelo de gestão têm o poder de atrair para si os melhores profissionais do mercado, haja vista que é exatamente isso que os jovens recém-formados mais talentosos buscam para si: uma empresa que lhes recompense na mesma proporção dos seus esforços.

Iniciamos o estudo de hoje com essa história para ilustrar algo que a Bíblia deixa claro em toda a sua extensão: o homem é um ser meritocrático. Em toda a criação, não há nenhum animal que tenha essa característica, exceto o homem. O mundo todo é meritocrático porque a humanidade é meritocrática. Uma das maiores evidências disso, por exemplo, é a própria prevalência do modelo capitalista sobre o modelo socialista. O que é a essência do capitalismo, senão a meritocracia? “Eu tenho mais porque trabalhei mais”. “Meu emprego é melhor porque estudei mais”. “Eu sou mais rico porque sou mais inteligente”. E por aí vai...

O objetivo aqui não é tratar sobre capitalismo ou socialismo, nem tampouco estamos aqui para nos posicionarmos à direita ou à esquerda; mas o objetivo desse estudo é tratar da meritocracia humana no reino de Deus.

A meritocracia é uma característica intrínseca ao ser humano e, apesar de fazer bastante sucesso neste mundo, ela é um grande problema para o homem no que diz respeito à sua entrada no Reino de Deus, porque a Bíblia diz que ...pela graça sois salvos, mediante a fé; e isto não vem de vós; é dom de Deus; não de obras, para que ninguém se glorie. Efésios 2:8-9.

A salvação que nos foi dada por Deus é totalmente gratuita, fruto de Sua graça. Mas o espírito meritocrático do ser humano é tão orgulhoso e tão forte que leva muitas pessoas ao inferno por rejeitarem a salvação gratuita que há em Cristo Jesus.

A meritocracia humana versus a graça divina é um assunto abordado com muita clareza por Jesus na sua parábola sobre os trabalhadores da vinha (Mateus 20:1-16).

O senhor daquela vinha chamou alguns homens para trabalhar para ele por um dia inteiro, começando às 06h e terminado às 18h, e deixou previamente combinado com eles o salário de 1 denário pelo dia de trabalho. O mesmo senhor também chamou outros homens para trabalhar na sua vinha naquele dia, uns entrando às 09h, outros ao meio dia, outros às 15h e ainda outros às 17h. Com esse segundo grupo de trabalhadores, - os que entraram mais tarde, - o senhor da vinha não acertou nenhum salário específico, mas prometeu lhes pagar o que fosse justo. Na hora do pagamento, contudo, o senhor da vinha resolveu pagar igualmente 1 denário a todos os trabalhadores, independentemente de quanto cada um havia produzido. O senhor daquela vinha era um homem bom e ele resolveu pagar a muitos daqueles trabalhadores mais do que de fato eles mereciam, e o nome disso é graça. Entretanto, aqueles homens que trabalharam o dia todo acharam ruim quando receberam o salário igual aos demais. Isso aconteceu porque eles não tinham olhos para ver a bondade daquele senhor; antes, seus olhos estavam limitados a enxergar apenas os seus próprios esforços, e o nome disso é meritocracia. A esses, o senhor da vinha diz: Toma o que é teu e vai-te. Mateus 20:14a.

Nessa parábola, Jesus mostra dois grupos distintos de pessoas: o grupo que recebeu aquilo que merecia, e o grupo que recebeu mais do que merecia. O primeiro grupo recebeu justiça, mas o segundo recebeu graça. Quando Jesus nos contou essa parábola, Ele estava se referindo ao Reino de Deus; um lugar para onde muitos são chamados, mas aonde só podem permanecer aqueles que estiverem aptos a receber a Sua graça.

Sempre que o homem quiser requerer de Deus a recompensa pelas suas obras, esse homem certamente receberá aquilo que é justo, porque Deus é justo. O mínimo que qualquer homem vai receber no Reino de Deus é justiça, e nunca ninguém receberá menos que isso, Mas o que é justo para todo homem é a condenação eterna, porque todos pecaram e o salário do pecado é a morte.

Nunca jamais nenhum homem conseguiu entrar no Reino de Deus pelos seus próprios méritos, a não ser Aquele que é o próprio Rei deste Reino, porque ...Ele tomou sobre si as nossas enfermidades e as nossas dores levou sobre Si; e nós o reputávamos por aflito, ferido de Deus e oprimido. Mas Ele foi traspassado pelas nossas transgressões e moído pelas nossas iniquidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre Ele, e pelas Suas pisaduras fomos sarados. Isaías 53:4-5. Aleluia! Isso é graça!

No Reino de Deus, não há mérito que não seja de Jesus. Ele foi o único homem que cumpriu integralmente a Lei, e Aquele que não conheceu pecado, Deus O fez pecado por nós; para que, Nele, fôssemos feitos justiça de Deus. 2 Coríntios 5:21.

Sempre que tentamos “fazer por merecer” a nossa salvação, estamos menosprezando a obra de Cristo na cruz. Mas isso é abominável a Deus, mesmo quando tenha alguma aparência de caridade.

Tentar agradar a Deus através de boas obras é praticar algo inútil chamado religião. Caim trouxe ao SENHOR uma oferta proveniente de seus esforços, mas o SENHOR não se agradou dessa oferta e nem tampouco se agradou de Caim, porque ele agiu como um néscio, achando que poderia, de alguma forma, merecer a aprovação de Deus. A Bíblia diz que o SENHOR rejeitou a Caim e a sua oferta, mas se agradou de Abel e da sua oferta, porque este trouxe ao SENHOR aquilo que o próprio SENHOR lhe havia concedido, e somente o que vem do SENHOR pode ser agradável a Ele. Caim agarrou-se ao esforço e ao mérito, enquanto Abel abraçou a graça que lhe fora dada.

Existem muitas pessoas que, apesar de estarem dentro da igreja, ainda não experimentaram a graça como uma realidade em suas vidas. Essas pessoas podem até saber, na sua mente, que a salvação é pela graça, mas em seu coração, elas acreditam que o que elas fazem ou deixam de fazer irá contribuir de alguma maneira para a sua entrada no Reino. Isso é muito comum dentro da igreja, e também é muito sério, porque quanto mais elas tentam “fazer por merecer”, mais distantes da graça elas ficam.

Lembre-se de que aqueles homens que acabaram expulsos da vinha, haviam sido chamados pelo próprio senhor para estarem lá e inclusive trabalharam bastante naquela vinha, mas, ao final, não puderam permanecer lá, porque a bondade e a graça daquele senhor eram consideradas por eles uma ultrajante humilhação ao seu espírito meritocrático. Esse é um alerta de Jesus para a igreja porque, infelizmente, essa mesma realidade sobrevirá sobre muitos que aqui estão.

Tanto no batismo de Jesus, quanto no monte da transfiguração, Deus disse a todos, em alta voz, que no Seu Filho Amado Ele tem toda a Sua alegria. Portanto, a única maneira que existe de um homem agradar a Deus é estando em Cristo, e isso, por sua vez, só é possível através do novo nascimento.

O novo nascimento é a obra mais maravilhosa que Deus pode realizar na vida de um homem. Esse é o maior dos milagres que pode acontecer com qualquer ser humano. Nessa obra de mão única, onde Deus trabalha sozinho por meio da Sua palavra, o próprio Deus nos torna agradáveis a Ele, operando em nós uma mudança de dentro para fora, trocando o nosso coração, conforme a promessa feita por intermédio do profeta 600 anos antes da cruz de Cristo: Dar-vos-ei coração novo e porei dentro de vós espírito novo; tirarei de vós o coração de pedra e vos darei coração de carne. Porei dentro de vós o meu Espírito e farei que andeis nos meus estatutos, guardeis os meus juízos e os observeis. Ezequiel 36:26-27.

A obra de Jesus é mui sublime e completa porque naquela cruz, além de perdoar todos os nossos pecados, Deus também criou o novo homem, o último Adão. Naquela cruz, morre o homem que é terreno e nasce o homem que é do céu. E somente quando nascemos do alto é que nos tornamos capazes de praticar obras que agradem a Deus. Pois somos feitura Dele, criados em Cristo Jesus para boas obras, as quais Deus de antemão preparou para que andássemos nelas. Efésios 2:10.

As boas obras, portanto, são uma consequência da nossa salvação, e não um meio de conquistá-la. Todo homem, quando nasce de novo, necessariamente irá apresentar uma mudança radical na sua vida, tanto na sua forma de agir (exteriormente) quanto na forma de pensar (interiormente), porque é o próprio Deus quem opera essa mudança e Ele nunca faz nada pela metade. Já estou crucificado com Cristo; e vivo, não mais eu, mas Cristo vive em mim. Gálatas 2:20. Cristo vem ser em nós aquilo que nós nunca poderíamos ser: agradáveis a Deus. Esse é o maior dos milagres e parece uma grande loucura, mas é a realidade na vida de todo aquele que crê.

Que Deus, por sua bondade, nos conduza ao arrependimento, e que, por sua misericórdia, Ele quebrante os nossos corações meritocráticos e nos humilhe diante Dele para que, somente então, possamos desfrutar da plenitude da Sua graça que há em Cristo Jesus.

Louvado seja sempre o nome do nosso SENHOR. Porque dele, e por meio dele, e para ele são todas as coisas. A ele, pois, a glória eternamente. Amém! Romanos 11:36.

Por Marcio Mizubuti
Categoria Mensagem
Dom, 22 de Outubro de 2017 07:13

6 comentários

  • Link o comentário nuria alice mira ruelis Sex, 20 de Outubro de 2017 15:54 postado por nuria alice mira ruelis

    O estudo do irmão Marcio Mikubuti tem tudo a ver com
    a realidade (e escolhas!) que muitos de nos enfrentamos
    dia-a-dia! "Subir" na vida, ganhar mais dinheiro, ter títulos
    (mestre, doutor, pos-doutor) ou servir ao Senhor dos Senhores, enrolar a toalha na cintura e lavar pés?
    Meritocracia mexe com nossa vaidade, nos enaltece, ensoberbece..a quem servimos? Ao deus deste século, que cegou o entendimento dos incautos ou Aquele que foi mudo para o matadouro no meu e no teu lugar?
    Muito a calhar tratar desse tema pratico no meio de uma
    cristandade morna, sem compromisso, que ha em tantos prédios nos quais Jesus, esta a porta, mas do lado de fora.
    Que este estudo seja um desafio para vc, como esta sendo para mim. (Que Ele cresça, e eu desapareça). Amem!

    nuriaruelis@hotmail.com
  • Link o comentário Renato Dom, 22 de Outubro de 2017 04:59 postado por Renato

    Paz, um tema interessante a ser tratado e as benções baseadas na meritocracia.

    renatotijolo@yahoo.com.br
  • Link o comentário Renato Dom, 22 de Outubro de 2017 04:59 postado por Renato

    Paz, um tema interessante a ser tratado e as benções baseadas na meritocracia.

    renatotijolo@yahoo.com.br
  • Link o comentário Renato Dom, 22 de Outubro de 2017 05:00 postado por Renato

    Paz, um tema interessante a ser tratado e as benções baseadas na meritocracia.

    renatotijolo@yahoo.com.br
  • Link o comentário Renato Dom, 22 de Outubro de 2017 05:00 postado por Renato

    Paz, um tema interessante a ser tratado e as benções baseadas na meritocracia.

    renatotijolo@yahoo.com.br
  • Link o comentário Renato Dom, 22 de Outubro de 2017 05:00 postado por Renato

    Paz, um tema interessante a ser tratado e as benções baseadas na meritocracia.

    renatotijolo@yahoo.com.br

Adicionar comentário


Última modificação em Ter, 24 de Outubro de 2017 08:11

Horários dos cultos

Quarta-Feira (Culto de Oração) às 15:00 hrs
Quarta-Feira (Reunião de Oração) às 19:30 hrs
Quinta-Feira (Tempo de Graça) 12:15 às 12:45 hrs
Sábado (Culto de Jovens) às 19:30 hrs
Domingo às 9:30 e às 18:30 hrs

Localização

mapa
Primeira Igreja Batista em Londrina
Avenida Paraná, 76A - Centro
Londrina - PR, 86020-360
+55 (43) 3372-8900
comunicacao@palavradacruz.com.br

icone_rss icone_face icone_twitter icone_vimeo icone_orkut icone_youtube

 

 

Confins da Terra
Home - - Contato
Copyright 2011 - PIB Londrina todos os direitos reservados.