Cadastrar-se
NOSSA PRÓXIMA
TRANSMISSÃO
INICIARÁ EM:
Você está aqui: HomeMensagemArt. 13. ACERCA DUMA IGREJA EVANGÉLICA

Autores

Art. 13. ACERCA DUMA IGREJA EVANGÉLICA

LINK PARA DOWNLOAD - https://mega.nz/#!MM01nB7Z!nhva8YICJ6u063vVf0AJJiY1pEoYUXyEMbJQ_eO_K04

A igreja é a comunidade dos escolhidos de Deus, salvos pela graça e chamados para fora do mundo, a fim de pertencer a família eterna do Pai. A igreja é o corpo visível do Cristo invisível. É o edifício temporal de um projeto eterno. Ela não é nada mais do que a presença de Cristo manifestado na multidão dos alcançados pela graça.

No corpo de Cristo não há membros isolados. No edifício de Deus não há lugar para pedras soltas. A igreja é a reunião daqueles que foram unidos a Cristo em sua morte e ressurreição, para se reunirem numa comunhão viva de uma sociedade sem classes.

Jesus disse: onde dois ou três estiverem reunidos em meu nome, aí estou eu no centro desta reunião. Mateus 18:20. Esta congregação centralizada em Cristo é a demonstração visível do corpo de Cristo. Mesmo sendo um grupo de dois ou três, aí se percebe o organismo vivo da igreja de Cristo. A igreja é mais do que mera organização - é um organismo vivo e espiritual que tem organização em sua funcionalidade.

A igreja de Jesus Cristo é una e universal, embora se reúna em vários lugares e tenha algumas placas de identificação. Nem todos que participam numa igreja visível fazem parte da igreja invisível, mas todos que fazem parte da igreja invisível participam de alguma igreja visível. Precisamos entender que o trigo e o joio estão juntos na igreja.

A igreja invisível não é composta de joio, mas o joio está na igreja visível. Só há igreja se houver trigo, embora pareça que nunca teremos uma cultura de trigo isenta da praga do joio ou cizânia. Mas somente o trigo deve ser considerado parte da igreja.

(1) Cremos que uma igreja visível de Cristo é uma congregação de crentes batizados; contudo, nem todos os batizados em água devem ser considerados, de fato, crentes em Jesus Cristo. Simão, o mágico, foi batizado nas águas, todavia suas atitudes evidenciavam total ausência de uma experiência de regeneração.

Há um batismo que define a obra do novo nascimento, e este é o da morte do pecador, na cruz, com Cristo. O apóstolo Paulo foi preciso: ou, porventura, ignorais que todos nós que fomos batizados em Cristo Jesus fomos batizados na sua morte? Romanos 6:3. Ele aqui não está lidando com um pingo d’água sequer, mas com a identificação do pecador eleito por Deus, na morte de Cristo Jesus.

Todos os que foram unidos no corpo de Cristo Jesus, na cruz, foram batizados na Sua morte. E todos os que foram batizados na Sua Morte, morreram juntamente com Cristo, por isto, estão todos estes justificados do pecado, porquanto quem morreu está justificado do pecado. Romanos 6:7. A morte de Cristo é suficiente para todos, mas só é eficiente para quem crê em Cristo, logo, apenas os crentes, convencidos pelo Espírito Santo, podem confessar, pela fé, o seu batismo na morte em Cristo Jesus.

Todos os que foram batizados na morte em Cristo Jesus devem testemunhar de sua fé, publicamente, pedindo o batismo nas águas. Este batismo aqui é uma figura visível do batismo espiritual e invisível, em Cristo, definido pela fé na Palavra.

Depois da pregação de Pedro, no dia de Pentecostes, uma multidão compungida pelo Espírito Santo perguntou: que faremos varões, irmãos? -Respondeu-lhes Pedro: Arrependei-vos, e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo para remissão dos vossos pecados, e recebereis o dom do Espírito Santo. Atos 2:38.

O batismo é uma ordenança do Senhor para os crente. Indo, portanto, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo; ensinando-os a guardar todas as coisas que vos tenho ordenado. E eis que estou convosco todos os dias até à consumação do século. Mateus 28:19-20.

Os crentes batizados na morte de Cristo, ao testemunhar a sua experiência no batismo das águas formam uma comunidade de irmãos, que compartilham a mesma fé e se reúnem para glorificar ao Pai, em tudo o que fazem. Isto é a igreja local e visível.

(2) associados uns aos outros sob o pacto na fé e na comunhão do evangelho; os crentes se ordenam para desempenhar sua missão no mundo. Como disse J Blanchard, a igreja não é uma democracia na qual escolhemos a Deus, mas uma teocracia na qual ele nos escolheu, para o desempenho das boas obras que Ele mesmo preparou para que nós andássemos nelas. A igreja vive sob o pacto da nova aliança fazendo missões.

A igreja é uma comunidade que precisa de ordenamento na base da Palavra. É fundamental construir um pacto de fé que oriente os seus programas e propósitos, para que, ao longo da história não perca o rumo dos seus projetos de ação.

Paulo orientou ao seu filho na fé Timóteo como agir: Escrevo-te estas coisas, esperando ir ver-te em breve; para que, se eu tardar, fiques ciente de como se deve proceder na casa de Deus, que é a igreja do Deus vivo, coluna e baluarte da verdade. 1 Timóteo 3:14-15. Emil Brunner pensava assim: A igreja subsiste pela missão, assim como o fogo subsiste pela queima de combustível.

(3) observando as ordenanças de Cristo; gerenciadas à obediência e submissão da Palavra de Deus. Aqueles a quem Deus guia, guia-os ao seu santo monte e aos seus tabernáculos; portanto, aqueles que pretendem ser guiados pelo Espírito, mas dão as costas às ordenanças instituídas, certamente estão enganando a si mesmos, dizia o sábio Matthew Henry. De fato, eu vos louvo porque, em tudo, vos lembrais de mim e retendes as tradições assim como vo-las entreguei. 1 Coríntios 11:2.

Aqueles que quiserem experimentar as dignidades e os privilégios da igreja de Cristo precisam cumprir as ordenanças dEle e submeter-se à disciplina dela.

(4) governados pelas suas leis; para experimentar o seu estilo de vida. A igreja é uma sociedade sem classes, mas é uma sociedade que tem classe, tanto no sentido de sua dignidade, como de sua aprendizagem. A igreja tem ordem e tem leis que a governa. Ela sempre descartará o legalismo, nunca a legalidade.

Alguém disse muito bem: O Senhor Deus deu-nos três sinais principais pelos quais podemos conhecer sua igreja; a Palavra, as ordenanças e a disciplina. Não há real disciplina sem um pacto de fé e normas de procedimento.

Para Calvino: da mesma forma como a doutrina da salvação em Cristo é a vida da igreja, a disciplina é, por assim dizer, seus nervos. É para disciplina que perseverais (Deus vos trata como filhos); pois que filho há que o pai não corrige? Hebreus 12:7.

É importante que a igreja seja firme e amorosa, mas que jamais transgrida nas coisas fundamentais. Se alguém vem ter convosco e não traz esta doutrina, não o recebais em casa, nem lhe deis as boas-vindas. 2 João 1:10.

(5) e exercendo os dons, direitos e privilégios concedidos a eles pela vontade de Cristo; vivamos para a glória de Deus. Assim, também vós, visto que desejais dons espirituais, procurai progredir, para a edificação da igreja. 1 Coríntios 14:12.

A igreja é composta de vários membros e cada um deles encontra-se dotado de algum dom espiritual. Mas, segundo Harry Kilbride, os melhores dons são os que beneficiam todo o corpo. Não se encontra muita gente pedindo o dom de liberalidade.

(6) que os únicos oficiais, segundo o Novo Testamento, são bispos ou pastores, e diáconos; estes, os presbíteros da igreja, que foram chamados para servir e ser exemplos no cuidado do rebanho, portanto: pastoreai o rebanho de Deus que há entre vós, não por constrangimento, mas espontaneamente, como Deus quer; nem por sórdida ganância, mas de boa vontade; nem como dominadores dos que vos foram confiados, antes, tornando-vos modelos do rebanho. 1 Pedro 5:2-3.

Jesus pediu a Pedro que apascentasse suas ovelhas, não que as açoitasse, e, nesta circunstância, os despenseiros do Evangelho são chamados para auxiliar o Sumo Pastor da igreja na edificação do Seu rebanho. Atendei por vós e por todo o rebanho sobre o qual o Espírito Santo vos constituiu bispos, para pastoreardes a igreja de Deus, a qual ele comprou com o seu próprio sangue. Atos 20:28.

(7) cujos predicados, direitos e deveres são definidos nas Epistolas a Timóteo e Tito; (leiamos 1 Timóteo 3 - Tito 1). Aqui estão as qualidades desta equipe da igreja.

Terminamos com estas palavras de C. S. Lewis: A recomendação feita a Pedro foi: “Apascenta as minhas ovelhas”, não “faça experiências com as minhas cobaias”, nem mesmo “ensine novos truques aos meus cães”. Que o Senhor nos dê revelação da igreja!

Por Glenio Fonseca Paranaguá
Categoria Mensagem
Dom, 27 de Agosto de 2017 08:14

Adicionar comentário


Última modificação em Ter, 29 de Agosto de 2017 09:11

Horários dos cultos

Quarta-Feira (Culto de Oração) às 15:00 hrs
Quarta-Feira (Reunião de Oração) às 19:30 hrs
Quinta-Feira (Tempo de Graça) 12:15 às 12:45 hrs
Sábado (Culto de Jovens) às 19:30 hrs
Domingo às 9:30 e às 18:30 hrs

Localização

mapa
Primeira Igreja Batista em Londrina
Avenida Paraná, 76A - Centro
Londrina - PR, 86020-360
+55 (43) 3372-8900
comunicacao@palavradacruz.com.br

icone_rss icone_face icone_twitter icone_vimeo icone_orkut icone_youtube

 

 

Confins da Terra
Home - - Contato
Copyright 2011 - PIB Londrina todos os direitos reservados.