Cadastrar-se
NOSSA PRÓXIMA
TRANSMISSÃO
INICIARÁ EM:
Você está aqui: HomeMensagemArt. 6º. ACERCA DA GRATUIDADE DA SALVAÇÃO

Autores

Art. 6º. ACERCA DA GRATUIDADE DA SALVAÇÃO

LINK PARA DOWNLOAD - https://mega.nz/#!8dVGTBjR!LNNobEiKc-enJSby2Qq3eZC6cqIYEcL4l6eyfgIciK0

Para Eric Alexander, “o plano e o propósito de Deus em salvar são tão eternos como ele próprio,” e para J. A. Motyer, “o plano de Deus para a salvação não é uma decisão para remediar uma situação; ele antecede a obra da criação.” A salvação, além de ser eterna, ela é uma dádiva Divina, sem nenhum preço ou dívida para o pecador.

A salvação não é o pecador dando o seu coração a Deus, mas Deus dando o Seu Filho ao pecador, como bem disse A. W. Pink, “nenhum pecador jamais foi salvo por ter dado o coração a Jesus. Não somos salvos por termos dado, mas sim pelo que Deus deu.”

(1) Cremos que a salvação é concedida gratuitamente a todos, sem distinção, segundo o evangelho; pois, tudo que não seja grátis, não tem o menor valor no Reino de Deus. A salvação é uma dádiva do Deus gracioso ao pecador indigno. Ela tem um custo muito elevado para Deus, mas, nada custa ao ser humano.

O sábio teólogo de Princeton, Charles Hodge disse muito bem: “nada que não seja gratuito é seguro para os pecadores... A não ser que sejamos salvos pela graça, não podemos absolutamente ser salvos,”e Benjamin B. Warfield, aluno de Hodge, diz: “nossa salvação é uma dádiva inteiramente gratuita de Deus.”

O profeta Isaías foi preciso no preço da Salvação: Ah! Todos vós, os que tendes sede, vinde às águas; e vós, os que não tendes dinheiro, vinde, comprai e comei; sim, vinde e comprai, sem dinheiro e sem preço, vinho e leite. Isaías 55:1.

“O Espírito de Deus envia o convite evangelístico a Israel para retornar, e, ao mesmo tempo convida a todos, sem distinção, em toda parte, para a festa do evangelho. Tudo o que é necessário é uma consciência de necessidade (sede). As bênçãos são as águas do Espírito Santo, o vinho da alegria e o leite da boa Palavra de Deus. Eles são dons gratuitos da graça, sem dinheiro algum e sem qualquer preço”.

O único requisito para a satisfação é a sede de Deus dada por Deus. O Espírito e a noiva dizem: Vem! Aquele que ouve, diga: Vem! Aquele que tem sede venha, e quem quiser receba de graça a água da vida. Apocalipse 22:17.

(2) que é o dever imediato de todos, sem distinção, recebê-la por meio duma fé sincera e ardente; ou um coração compungido e uma fé obediente. Sem contrição e fé não há salvação. A Trindade nos dá todas as realidades espirituais, para que possamos ter a reação espiritual. Sem vida espiritual não há reação espiritual do morto espiritual.

O homem natural é incrédulo. O incrédulo não tem fé em Deus. Isto não quer dizer que muitos incrédulos não deem crédito a uma possível existência de Deus. Eles até podem acreditar em Deus como os demônios, que também acreditam. O que eles não fazem é crer, isto é, confiar totalmente as suas vidas à suficiência de Deus.

Crer é mais do que acreditar. Crer é confiar irrestritamente na Palavra de Deus. Acreditar é dar crédito à possibilidade da existência de um ser superior.

O apóstolo Paulo não via motivo de constrangimento no Evangelho. Pois não me envergonho do evangelho, porque é o poder de Deus para a salvação de todo aquele que crê, primeiro do judeu e também do grego; visto que a justiça de Deus se revela no evangelho, de fé em fé, como está escrito: O justo viverá por fé. Romanos 1:16-17. Isto quer dizer que o poder de salvar o pecador está no Evangelho.

O pecador incrédulo não pode crer se o poder do Evangelho não lhe trouxer a fé e o arrependimento. Mas é bom que se diga: nenhum pecador até agora foi salvo sem receber a salvação que lhe foi dada. A salvação é dom de Deus que requer uma resposta humana. “A essência do pecado é a arrogância; a essência da salvação é a submissão.”

Ninguém pode explicar como um rebelde como Saulo de Tarso se tornou Paulo, o apóstolo de Cristo. Mas, certamente ele recebeu a Jesus quando foi convencido do seu pecado de incredulidade. Porém, “A fé que recebe a Cristo precisa ser acompanhada pelo arrependimento que rejeita o pecado,” disse com propriedade John Stott.

(3) que não ha impedimento nenhum à salvação do maior pecador que exista sobre a terra, a não ser a sua própria perversidade e rejeição voluntaria dela; ou, seja, é o pecador o único responsável pela sua incredulidade e rebeldia.

Jesus disse que o incrédulo pecador, mesmo sendo um excelente religioso, não pode vir a Ele. Contudo, não quereis vir a mim para terdes vida. João 5:40. Segundo a Bíblia ninguém busca a Deus, logo ninguém pode vir a Cristo se o Pai não o trouxer, mas aquele que for convencido pelo Espírito Santo, precisa receber a Cristo como um dom de Deus. Os dois lados andam juntos, assim como a luz e a visibilidade.

A salvação é de Deus, o pecado e a rebeldia são do homem. Então, Paulo e Barnabé, falando ousadamente, disseram: Cumpria que a vós outros, em primeiro lugar, fosse pregada a palavra de Deus; mas, posto que a rejeitais e a vós mesmos vos julgais indignos da vida eterna, eis aí que nos volvemos para os gentios. Atos 13:46.

(4) que essa rejeição da parte do ingrato pecador trará sobre ele a mais severa condenação; assim, quem crer será salvo e quem não crer já está condenado, por isso, saiba: o pecado da incredulidade é o único responsável pela sua condenação.

Ninguém pode crer se o Espírito Santo não o convencer e, tudo indica, que o Espírito Santo não convence aquele incrédulo que obstinadamente não crerá. Quem nele crê não é julgado; o que não crê já está julgado, porquanto não crê no nome do unigênito Filho de Deus. O julgamento é este: que a luz veio ao mundo, e os homens amaram mais as trevas do que a luz; porque as suas obras eram más. João 3:18-19.

Vê-se que o Espírito Santo não convence a muitos, neste caso, estes que não são convencidos, são os que obstinadamente se rebelam voluntária e contumazmente em suas almas contra Deus? O fato de alguns serem convencidos e outros não, traz o grande problema de compreensão para a mente limitada do ser humano. Por quê?

O fato é: os que se rebelam e não creem sofrerão um maior castigo. Passou, então, Jesus a increpar as cidades nas quais ele operara numerosos milagres, pelo fato de não se terem arrependido: Mateus 11:20, e o Senhor disse que haverá menor rigor para cidades como Tiro e Sidon do que para as cidades rebeldes do Seu povo.

Alguém indagou: estes que não creem, não creem porque não podem crer ou não creem porque não querem crer? O meu ponto de vista é duplo. Não creem porque estão limitados tanto pela incapacidade de querer como pela impossibilidade de crer.

A salvação de Deus é totalmente graciosa e gratuita. Ninguém entra com algum mérito e não tem nada para compensar. A obra da salvação é um milagre da graça do começo ao fim. O ser humano só entra no território da salvação com os seus pecados.

“A vida crista? e? uma experie?ncia maravilhosa. Comec?a atrave?s de uma obra sobrenatural realizada pela imerecida grac?a de Deus no corac?a?o e na vida de uma pessoa. O Espi?rito de Deus aplica a obra de Cristo, na cruz, aos muitos que esta?o espiritualmente mortos. Ele os regenera, levando-os a arrependerem-se do pecado e a exercitarem a fe? no Senhor Jesus Cristo. Isto se chama salvac?a?o, que e? uma obra gloriosa da grac?a e do Espi?rito de Deus”. Earl Blackburd

Mas a rejeição desta obra graciosa da salvação é inteiramente humana e, essa rejeição humanista tem consequências sérias e eternas. Deus não é déspota que pune os inocentes, mas Magnânimo ao salvar pecadores indignos, e, se alguns o rejeitarem é por pura rebeldia e incredulidade pessoal. Ninguém, ao ser condenado, poderá acusá-lo de injustiça, mas todos, ao serem salvos, o reconhecerão como infinitamente gracioso.

Posto que a punição dos rebeldes é inteiramente justa, uma vez que Deus não é obrigado a salvar ninguém, e a condenação do pecador incrédulo e rebelde é, em tudo, perfeitamente correta. A condenação do pecado é universal e totalmente justa, mas a salvação do pecador é pessoal e completamente graciosa.

Estes sofrerão penalidade de eterna destruição, banidos da face do Senhor e da glória do seu poder, quando vier para ser glorificado nos seus santos e ser admirado em todos os que creram, naquele dia (porquanto foi crido entre vós o nosso testemunho). 2 Tessalonicenses 1:9-10.

A salvação do pior pecador é graça pura e gratuita, mas a condenação do melhor pecador é perfeitamente justa. Não seja obstinado, nem presunçoso, mas creia!

Por Glenio Fonseca Paranaguá
Categoria Mensagem
Dom, 28 de Maio de 2017 08:24

8 comentários

  • Link o comentário Cilas Rocha Sex, 26 de Maio de 2017 10:46 postado por Cilas Rocha

    Que notícia triste esta de que a graça plena é limitada e concedida apenas a algumas pessoas (os eleitos). E o que mais gela-nos a espinha é saber que mesmo antes do pecado, ou seja, na eternidade passada, o próprio deus quis assim, e está feliz e contente desse modo. Se a salvação é tão eterna quanto deus, a condenação logicamente também o é e o pecado histórico é o instrumento para a geração de tal contraste. Meu Pai, este é o Seu caráter? Esse é Seu amor revelado na Cruz? Eu tanto gostaria que na Cruz tu tivesse perdoado o pecado da queda (o pecado de Adão), aquele que gera a natureza caída e então nos livrasse dessa mazela em Cristo, mas não, tu se importavas desde a eternidade com os Seus predestinados, de modo que Jesus derramou Seu sangue só por eles. Será eu um destes? Quem o pode saber? Pois quem sabe em si mesmo que perseverará até o fim? E se não perseverar é por que nunca pertenceu a ti? Eu sei que sou um crente, mas sinceramente não sei responder se sou um Eleito. Eu olho pra Jesus, mas qual segurança tenho de que Ele morreu por mim?

    cilaum@hotmail.com
  • Link o comentário Cilas Rocha Sex, 26 de Maio de 2017 11:49 postado por Cilas Rocha

    Alguém me ajude por favor!
    "Ninguém pode crer se o Espírito Santo não o convencer e, tudo indica, que o Espírito Santo não convence aquele incrédulo que obstinadamente não crerá". "o pecado da incredulidade é o único responsável pela sua condenação".
    As pessoas são condenadas por não crerem num fato bem como no seu significado, ou seja, na Cruz de Cristo e o que Deus realizava ali. Sendo isso sonegado pelo Espírito Santo, quanto a sua revelação. No entanto, ainda assim ela é rebelde em algo que não feito por ela?. Sintetizando. O rebelde pecador perecerá eternamente por não crer numa obra que não foi feita em seu benefício e isso desde a eternidade? Ele é condenado por manter-se rebelde e incrédulo numa obra (a salvação eterna) que Deus não fez por ele? Deus, em Cristo tu realizavas isso? Meu coração falha por alguns segundo só em considerar isso como verdadeiro.

    cilaum@hotmail.com
  • Link o comentário Marcos Severino Pereira Qua, 31 de Maio de 2017 09:28 postado por Marcos Severino Pereira

    Cilas, nos seus 2 comentários você demonstra compreender corretamente o proposito eterno de Deus, você apenas vacila em aceitar, normal, agora os eleitos aceita. Veja, Deus é soberano, portanto, tudo foi, esta sendo e será feito por Ele, queira você ou não, aceite ou não, Deus continua Soberano e o motivo é simples: Tudo foi feito por Ele, para Ele, por meio Dele e para sua Gloria eternamente amém. Tanto um, como ou outro glorifica a Deus. Agora, como isso acontece, só Deus poderá de explicar. Quanto a mim eu entendo que Deus é absolutamente Soberano e como Ele é o que é, eu não posso chegar Nele e perguntar; por que fizeste assim, a resposta seria obvia né.

    marcosproadbc@gmail.com
  • Link o comentário Jose Antonio Conceição Pereira Qua, 31 de Maio de 2017 14:00 postado por Jose Antonio Conceição Pereira

    Cílas, teus comentários são um tanto confusos, mas em meio aos tais podemos observar que sabes que Deus tem uma economia(plano) e que para tal, assim delegou em si mesmo alguns elementos (pessoas, animais) enfim tudo o que Ele quis usar para determinados fins. Não entender e não crer na Soberania e nos propósitos de Deus, não em nada os seus Propósitos. Veja o que nos diz as escrituras." Provérbios 16:4 O Senhor fez todas as coisas para determinados fins e até o PERVERSO, para o dia da calamidade, e em Isaías 46:10 Que desde o principio anuncio o que há de acontecer e desde a antiguidade, as coisas que ainda não sucederam; que digo: O MEU CONSELHO PERMANECERÁ DE PÉ, FAREI TODA A MINHA VONTADE.48:3; As primeiras coisas, desde a antiguidade,as anunciei;sim,pronuncio-as a minha boca, e eu as fiz ouvir; de repente agi, e alas se cumpriram.
    Que Deus Pai, lhe dê espirito de sabedoria e de revelação,para saber,crer, e assim compreender a sua Vontade. Graça e Paz.

    antonioecicera1@hotmail.com
  • Link o comentário Cilas Rocha Qui, 01 de Junho de 2017 11:02 postado por Cilas Rocha

    Marcos e Antonio, agradeço seus comentários redigidos em reação aos meus, tomaria um café com vocês.

    cilaum@hotmail.com
  • Link o comentário Jose Antonio Conceição Pereira Qui, 01 de Junho de 2017 12:24 postado por Jose Antonio Conceição Pereira

    Obrigado Cilas, sabendo que somos todos irmãos em Cristo,e que apenas algumas coisas que um compreende e outro ainda não, mas como todos nos cooperamos uns com os outros e somos chamados para exortarmos uns aos outros a permanecermos na fé e esperança que o EVANGELHO nos trouxe, assim agimos e assim fazemos. aguardo ansioso por este cafe. graça e paz , até breve.

    antonioecicera1@hotmail.com
  • Link o comentário Cilas Rocha Qui, 01 de Junho de 2017 15:13 postado por Cilas Rocha

    Meu fone do WhatsApp 43 9 9174 7737. Este fone somente funciona na funcionalidade do App. Combinamos o café através dele.

    cilaum@hotmail.com
  • Link o comentário Daniel Brito Rocha Dom, 04 de Junho de 2017 14:18 postado por Daniel Brito Rocha

    estranhei que, nos dois testemunhos de presumida incredulidade de um homem e de uma mulher, ao primeiro nada lhe foi resistido, mas à mulher que tentara suicídio houve resistência e apresentação do evangelho. Se o mesmo fosse feito ao homem, não poderia haver outro resultado?

    danielbritorocha@hotmail.com

Adicionar comentário


Última modificação em Ter, 30 de Maio de 2017 14:04

Horários dos cultos

Quarta-Feira (Culto de Oração) às 15:00 hrs
Quarta-Feira (Reunião de Oração) às 19:30 hrs
Quinta-Feira (Tempo de Graça) 12:15 às 12:45 hrs
Sábado (Culto de Jovens) às 19:30 hrs
Domingo às 9:30 e às 18:30 hrs

Localização

mapa
Primeira Igreja Batista em Londrina
Avenida Paraná, 76A - Centro
Londrina - PR, 86020-360
+55 (43) 3372-8900
comunicacao@palavradacruz.com.br

icone_rss icone_face icone_twitter icone_vimeo icone_orkut icone_youtube

 

 

Confins da Terra
Home - - Contato
Copyright 2011 - PIB Londrina todos os direitos reservados.