Cadastrar-se
NOSSA PRÓXIMA
TRANSMISSÃO
INICIARÁ EM:
Você está aqui: HomeMensagemACERCA DO DEUS VERDADEIRO

Autores

ACERCA DO DEUS VERDADEIRO

LINK PARA DOWNLOAD - https://mega.nz/#!ldNW0QzJ!NrHPP49RVvVXiIOxvn5tBLl98CBavm-1AnciyFJZK2A

Deus é inimaginável e indescritível. Ele é infinito e indefinível. Deus é o Eterno abscondictus, pois ninguém pode achá-Lo, sem que Ele se revele. Deus é insondável em Seu ser, inescrutável no Seu conhecimento e indecifrável no Seu modo de agir.

“Mas a incompreensibilidade da natureza divina não é razão para desistirmos da busca reverente e da luta em oracão para apreender o que Ele de Si mesmo revelou por Sua graça em Sua Palavra. Dado que somos incapazes de adquirir um conhecimento perfeito, seria insensato dizer, portanto, que não faremos nenhum esforço para conseguir qualquer proporcão dEle”. É claro que só os filhos têm prazer na aventura com Deus.

C H Spurgeon disse:”nada alargará tanto o intelecto, nada engrandecerá tanto o espírito do homem como a investigacão devota, zelosa e continuada do grande tema da Deidade. O mais excelente estudo para a expansão da alma é a ciência de Cristo, e Este crucificado, e o conhecimento do Ser divino na Trindade gloriosa”.

(1) Cremos que há um, e somente um, Deus vivo e verdadeiro, um Espírito infinito, inteligente, cujo nome é Jeová, o Criador e Supremo Governador do céu e da terra; assim como Deus é o único Deus, a Bíblia é o único livro que revela a unicidade de Deus no plano da realidade espiritual. Ouve, Israel, o SENHOR, nosso Deus, é o único SENHOR. Deuteronômio 6:4. O monoteísmo costura todas as páginas da Bíblia.

No princípio... Deus. Gênesis 1:1. Houve tempo, se é que se lhe pode chamar ‘tempo’, em que Deus, na unidade de Sua natureza, habitava só, apenas Ele mesmo, sem qualquer sinal da criação, (embora subsistindo igualmente em três pessoas divinas).

No princípio... Deus... quando... “Não existia o céu, onde agora se manifesta particularmente a Sua glória. Não existia a terra, que Lhe ocupasse a atencão. Não existiam os anjos, que Lhe entoassem louvores, nem o universo, para ser sustentado pela palavra do Seu poder. Não havia nada, nem ninguém, senão Deus; e isso, não durante um dia, um ano ou uma época, mas ‘desde sempre’. Durante toda a eternidade passada, Deus esteve so?: completo, suficiente, satisfeito em Si mesmo, de nada necessitando”.

Deus é único e suficiente. Ele não precisa de nada e de ninguém. Ele se basta e é bastante a todos os Seus - “Se um universo, ou anjos, ou seres humanos Lhe fossem necessários de algum modo, teriam sido chamados á existência desde toda a eternidade. Ao serem criados, nada acrescentaram a Deus essencialmente”, disse A W Pink.

“Deus não necessita de nada, mas todas as coisas necessitam de Deus. Ele se basta, mas nada se basta sem Ele”, afirmou Marcianus Aristides de Atenas, no II séc dC.

(João 4:24 – Salmo 147:5 – Salmo 83:18 – Hebreus 3:4 – Romanos1:20);

(2) inexprimivelmente glorioso em santidade; Deus é único na excelência do Seu Ser e totalmente indescritível em Sua santidade.Ó Senhor, quem é como Tu entre os deuses? Quem é como Tu glorificado em santidade, terrível em louvores, operando maravilhas? Êxodo 15:11. (Não há esses deuses, mas os homens os criam).

Tanto Isaias 6:3 como Apocalipse 4:8 falam da santidade majestosa de Deus e da impossibilidade de descrevê-la. Deus é Santo, Santo, Santo. Quem te não temerá, ó Senhor, e não magnificará? o teu nome? Porque só tu és santo... Apocalipse 15:4.

“Somente Ele é independente, infinita e imutavelmente santo. Muitas vezes Ele é intitulado ‘O Santo’ nas Escrituras. Sim, porque se acha nEle a soma total de todas as excelências morais e espirituais. Ele é a pureza absoluta, que nem mesmo a sombra do pecado o mancha, “... Deus é luz...1 João 1:5.

(3) e digno de toda honra, confiança, e amor possíveis; Tu és digno, Senhor e Deus nosso, de receber a glória, a honra e o poder, porque todas as coisas tu criaste, sim, por causa da tua vontade vieram a existir e foram criadas. Apocalipse 4:11. Deus é digno de toda honra, confiança e amor porque Ele é sempre o mesmo.

“Deus não pode mudar para melhor, pois é perfeito; e, sendo perfeito, não pode mudar para pior”, diz A. W. Pink. “Todas as razões de Deus provêm do interior de seu ser não-criado. Nada, desde a eternidade, entrou no ser de Deus, nada foi removido e nada mudou,” também diz A. W. Tozer. Deus sendo o Criador, não criado, que criou tudo, não pode sofrer qualquer mudança em sua natureza.

Deus não evolui nem se torna obsoleto. Nada dEle pode aumentar ou diminuir. O Seu amor é o mesmo desde sempre. Ele não conhece mais hoje do que conhecia antes do princípio. Ele não tem mais poder agora do que sempre teve. Nada nEle se altera, por isso, a ordem: Amarás, pois, o Senhor, teu Deus, de todo o teu coração, de toda a tua alma, de todo o teu entendimento e de toda a tua força. Marcos 12:30.

(4) que na unidade da divindade há três Pessoas, o Pai, o Filho, e o Espírito Santo; isto é, Deus é uno, em Sua natureza, mas é trino em Seu relacionamento. Há um só Deus que se manifesta unanimemente em três pessoas.

Em certa ocasião John Wesley estava numa sala onde três velas iluminavam o local e alguém lhe indagou sobre a Trindade. Então, ele disse: “Diga-me como nesta sala há três velas, mas somente uma luz, e eu lhe explicarei a forma da existência divina.”

Esta resposta não explica a Trindade, apenas ilustra. “Nossos pensamentos estreitos não podem compreender a Trindade, na Unidade, da mesma forma como uma concha não pode conter toda a água do mar,” afirmou Thomas Watson. Nós podemos até pregar sobre o Deus triúno, mas jamais podemos explicar a sua triunidade.

Se Deus fosse definido, Ele não seria Deus. O infinito e absoluto não podem ser compreendidos nem explicados. Se a Trindade pudesse ser explicada, teríamos que colocar limites na compreensão de Deus.

Nós percebemos a Trindade nas Escrituras, mas não temos argumentos que a explique. Quando, porém, vier o Consolador, que eu vos enviarei da parte do Pai, o Espírito da verdade, que dele procede, esse dará testemunho de mim. João 15:26. (Aqui temos outros textos Mateus 3:16-17; 28:19 – I Coríntios 12:4-6),

(5) iguais em toda a perfeicão divina; “A harmonia do ser divino é resultado não de um equilíbrio perfeito de suas partes, mas da inexistência de partes”, sustentava A. W. Tozer. Deus é uno e indivisível. É uno e trino, sem ser três deuses. É inteiramente perfeito em toda unidade de Sua natureza. Deus é inteiramente amor e inteiramente justo.

Deus não tem partes nem imperfeições em Sua natureza. Deus não vive sujeito ao tempo. Tudo nEle tem as dimensões da eternidade. A Sua misericórdia é eterna, assim como a Sua justiça. Ao condenar o pecador é concomitantemente justo e misericordioso e ao salvar o pecador é tão misericordioso quanto justo.

Toda a questão agora é que o salvo vai perceber que a justiça eterna de Deus, para com ele, foi manifesta em Cristo na cruz, bem como a Sua misericórdia.

O Deus trino é absolutamente coerente com Ele mesmo e não há nada nEle e em Seu modo de agir que seja discrepante. A Sua ira e graça não são lados opostos do seu amor, pois quando Ele corrige o filho, com dureza, o amor não está fora desta justa correção. Tanto a unidade como a perfeição Divina se entrelaçam nas três pessoas da Trindade num concílio harmonioso das vontades. Três pessoas e uma única vontade.

Quando Cristo realiza algo, o Pai e o Espírito realizam também. Quando Cristo agia, a Trindade agia concomitante: nele, digo, no qual fomos também feitos herança, predestinados segundo o propósito daquele que faz todas as coisas conforme o conselho da sua vontade. Efésios 1:11. A vontade é una, porém, coletiva.

(João 10:30 – João 5:17 – João 17:5 – I Coríntios 2:11 – Filipenses 2: 5-6 );

(6) e executando distintos e harmoniosos ofícios na grande obra da redenção; ainda que cada um dos membros da Trindade execute ofícios diferentes, Eles estão em perfeita harmonia funcional, porque, por ele, (Cristo)ambos(judeus e gentios) temos acesso ao Pai em um Espírito. Efésios 2:18. Aqui vemos a Trindade operante.

Na Trindade há uma perfeita sinfonia na Mensagem e uma absoluta sinergia na Missão. Não há a menor disfunção em Seus eternos propósitos. Sendo assim, podemos abençoar como o apóstolo Paulo. A graça do Senhor Jesus Cristo, e o amor de Deus, o Pai, e a comunhão do Espírito Santo sejam com todos vós. 2 Coríntios 13:13.

Por Glenio Fonseca Paranaguá
Categoria Mensagem
Dom, 23 de Abril de 2017 07:58

Adicionar comentário


Última modificação em Ter, 25 de Abril de 2017 08:26

Horários dos cultos

Quarta-Feira (Culto de Oração) às 15:00 hrs
Quarta-Feira (Reunião de Oração) às 19:30 hrs
Quinta-Feira (Tempo de Graça) 12:15 às 12:45 hrs
Sábado (Culto de Jovens) às 19:30 hrs
Domingo às 9:30 e às 18:30 hrs

Localização

mapa
Primeira Igreja Batista em Londrina
Avenida Paraná, 76A - Centro
Londrina - PR, 86020-360
+55 (43) 3372-8900
comunicacao@palavradacruz.com.br

icone_rss icone_face icone_twitter icone_vimeo icone_orkut icone_youtube

 

 

Confins da Terra
Home - - Contato
Copyright 2011 - PIB Londrina todos os direitos reservados.